Topo

OUTUBRO ROSA: É TEMPO DE SE CUIDAR

OUTUBRO ROSA: É TEMPO DE SE CUIDAR

Entenda o índice de câncer no Brasil, os desafios de quem luta contra a doença e como se prevenir

O mês de outubro tem uma das campanhas de saúde mais importantes: o Outubro Rosa. Por isso, hoje o nosso papo é sobre a importância da conscientização e prevenção do câncer de mama e do colo do útero.

De acordo com o INCA (Instituto Nacional de Câncer), a campanha do Outubro Rosa teve início nos Estados Unidos, ainda no século 20, pela Fundação Susan G. Komen for the Cure. O objetivo do movimento é conscientizar a população sobre as doenças, com compartilhamento de informações, orientações para prevenção, além de “proporcionar maior acesso aos serviços de diagnóstico e de tratamento, e contribuir para a redução da mortalidade”.

QUAIS SÃO AS CAUSAS DO CÂNCER DE MAMA?

Você sabe como é o processo para a formação do câncer de mama? Ele é como os outros: a proliferação de células “ruins” que viram um tumor. A maioria dos casos acontece em mulheres, mas cerca de 1% dos homens também podem ter câncer de mama.

De acordo com a pesquisa do INCA, Estimativa 2020 – Incidência de Câncer no Brasil, o país deve registrar mais de 65 mil novos casos, como demonstra a tabela abaixo. E essa estimativa também pode ser considerada até 2022, ou seja, em apenas três anos, o Brasil deve registrar mais de 180 mil novos casos.

Não existe causa única para o câncer, por isso, é fundamental ter os exames em dia como forma de prevenção. Além disso, com um diagnóstico precoce, é possível fazer um tratamento menos agressivo e com maior chance de cura. Alguns dos sintomas do câncer de mama podem ser observados ao realizar o autoexame.

COMO FAZER O AUTOEXAME?

O homem também pode ter câncer de mama, no entanto, esses casos possuem um percentual baixo, de 1%. Dessa forma, o autoexame é mais indicado para as mulheres. Mas, meu colega das ruas e das estradas, vale a atenção aqui também, pois você pode ajudar a compartilhar as informações e fazer parte de uma rede de apoio. Já já a gente vai comentar sobre isso!

Como se prevenir do câncer de mama? O autoexame feminino deve ser realizado todos os meses, de preferência fora do período menstrual. 


Você pode fazer em frente ao espelho:

  • Fique de frente para o espelho, com as mãos na cintura; verifique o formato, o tamanho das mamas, e observe se tem inchaço.
  • Solte os braços e repita o processo para observar se há ou não alterações.
  • Por último, erga os braços e repare se nessa posição os seios apresentam alguma mudança também.

Durante o banho:

  • Com a coluna ereta, coloque uma mão atrás da nuca, apontando o cotovelo para cima.
  • Utilize a mão que está oposta à nuca para apalpar com as pontas dos dedos os seios. Exemplo: levantou o braço esquerdo, apalpe com a mão direita o seio esquerdo.
  • O toque deve iniciar pela axila, seguindo em direção ao mamilo.
  • Apalpe toda a região indicada para identificar algum caroço.
  • Troque o braço atrás da nuca e repita o processo.

O toque também pode ocorrer quando estiver deitado(a):

  • Coloque um travesseiro fino sob um ombro e leve a mão deste para trás da cabeça. Exemplo: travesseiro embaixo do ombro direito, eleve a mão direita.
  • Com a outra mão, apalpe a região com movimentos circulares para identificar alguma anormalidade.
  • Troque a posição do travesseiro e a mão, e repita o processo.

Além de fazer o autoexame da mama, é essencial realizar uma consulta com um profissional de saúde para realizar o exame clínico.

E O EXAME DE MAMOGRAFIA? 

Para quem já tem mais de 50 anos, a mamografia é a forma mais eficaz para identificar os nódulos, através de um exame radiológico feito nas mamas. E, em casos de câncer de mama na família, esse exame deve iniciar a partir dos 35 anos. O ideal é que para os dois casos o exame seja realizado a cada dois anos.

HÁBITOS SAUDÁVEIS PODEM REDUZIR A INCIDÊNCIA DO CÂNCER

Aqui no blog, nós sempre apresentamos dicas para você manter hábitos saudáveis e isso pode contribuir com a redução na incidência do câncer.

Segundo o INCA – o Instituto Nacional do Câncer, entre os desafios para uma mudança de cenário está o fato de 28% das mulheres espalhadas por 20 países não perceberem a ausência de atividade física como um fator de risco para o câncer, segundo pesquisa de 2020 da União Internacional para o Controle do Câncer.

Esse levantamento faz parte de um estudo extenso que cruzou dados e estimou o impacto da má alimentação, do consumo de álcool, do excesso de peso, da falta de atividade física e do não aleitamento materno, em 2008, nos casos de câncer de 2020, e nos gastos do SUS, em 2018.

Portanto, lembre-se sempre de realizar caminhadas diárias, dormir bem e ter uma alimentação saudável. Reservar um tempo para o lazer também é essencial para seu bem-estar.

UMA HISTÓRIA DE LUTA E FÉ

A motorista de transporte escolar Marlete Aparecida descobriu o câncer em dezembro de 2019, aos 45 anos, com o autoexame do chuveiro. Com uma fé inabalável, Marlete já fez cinco sessões de quimioterapia pelo Instituto Mário Penna, e agora aguarda pela sua cirurgia. 


Marlete Aparecida – Motorista de Transporte Escolar

“Desde 2012, eu frequento um mastologista e ginecologista para ter os exames sempre em dia. Também fazia o autoexame com frequência, até que em um dia, tomando banho, percebi o nódulo”, comentou.

Mesmo descobrindo a doença no início da pandemia, Marlete não desanimou e seguiu com a cabeça erguida para realizar o seu tratamento. “Como eu me tornei do grupo de risco, meus familiares ficaram preocupados. Mas, sinceramente, eu me sentia muito mais segura no hospital do que em casa com o meu marido, que precisava sair todos os dias para trabalhar”, comentou ao falar da segurança que o hospital oferecia em relação ao novo coronavírus.

Saiba mais sobre a história da Marlete neste vídeo.

Rede de apoio

Para incentivar que outras pessoas se cuidem e servir como uma rede de informação, Marlete criou uma página no Instagram para contar sobre seu dia a dia. “Quero ajudar ainda mais as pessoas quando acabar o meu tratamento. É importante que as pessoas saibam que elas não estão sozinhas e que tudo vai passar. Além disso, o tratamento se torna mais leve quando descoberto no início, como foi o meu caso”, completou Marlete.

COMO DIAGNOSTICAR O CÂNCER NO COLO DO ÚTERO?

O câncer no colo do útero também é conhecido como câncer cervical. A doença é provocada pelo vírus HPV (vírus presente tanto em homens como em mulheres), que causa alteração celular com potencial de evoluir para o câncer. 

PAPANICOLAU

Os sintomas do câncer no colo do útero são silenciosos e podem demorar a aparecer, por isso, é importante que o exame preventivo (Papanicolau) seja realizado periodicamente. Nele, é fácil identificar se o organismo está apresentando alterações. Entenda melhor:


De acordo com o INCA, o Papanicolau deve ser feito, inicialmente, em dois anos seguidos, depois passa a ser realizado a cada três anos. É importante lembrar que este exame é indicado apenas para mulheres com a vida sexual ativa. Mas, lembre-se: a visita ao ginecologista deve ser frequente. 

No relatório de Estimativa 2020, este ano, vamos registrar mais de 16 mil novos casos, sendo mais de 6 mil mortes, como descreve o Atlas de Mortalidade por Câncer – SIM.

Vacinação contra o HPV

Desde 2014, o Governo Federal incluiu no calendário de vacinas a tetravalente contra o HPV para meninas de 9 a 14 anos e para meninos de 11 a 14 anos. A vacina não protege de todos os oncogênicos do HPV, mas contribui para prevenção de três tipos que causam 70% dos casos de câncer no colo do útero.

COMO EU POSSO CONTRIBUIR?

Se você chegou até aqui, agora é hora de entender como podemos contribuir para a conscientização dessas doenças. “Se cuide, faça o autoexame, procure novas tecnologias para descobrir o quanto antes. Porque o câncer tem cura quando diagnosticado precocemente!”, comentou Marlete, paciente em tratamento contra o câncer de mama.

Fale sempre com as mulheres ao seu redor sobre a importância do autoexame, de ir ao médico regularmente para fazer o exame clínico, o Papanicolau e a mamografia quando indicada.

Além disso, lembre-se que os cuidados com a saúde devem ser realizados durante todo o ano! A campanha do Outubro Rosa é um lembrete para se prevenir e apoiar quem você ama. 

OUTUBRO ROSA IVECO

A IVECO apoia o Outubro Rosa, pois acredita que é com a disseminação da informação que podemos lutar contra essa doença. Sempre é tempo de se cuidar!

Registre aqui nos comentários se você gostou do papo de hoje e compartilhe este texto com os amigos, familiares e, principalmente, com as mulheres da sua vida.

Iveco Brasil
Nenhum comentário

Postar um comentário