Topo

Tá com sono? Cuidado para não dormir no volante

Tá com sono? Cuidado para não dormir no volante

Não há muito o que discutir: quando bate aquele sono e os olhos começam a pesar, o ideal é encostar seu bruto na parada mais próxima e descansar. No entanto, devido aos prazos apertados de entregas de carga e às condições das entradas, muitos caminhoneiros continuam na direção, mesmo quando o sono aperta.

É necessário que o caminhoneiro durma cerca de oito horas por dia. Além disso, a cada duas horas de direção, o motorista deve descansar por cerca de 20 minutos. Listamos, abaixo, outros seis cuidados que os caminhoneiros devem ter para manter corpo e mente em equilíbrio para suportar longas viagens com saúde e sem sono.

– Pare para dormir. Quando o sono chega, é fundamental que o caminhoneiro entenda seu organismo e não hesite: pare e descanse no primeiro local permitido que encontrar;

– Espante o sono, lavando o rosto e a nuca com água fria. Vale até tomar um café mais forte, para dar uma animada, viu? Uma ideia legal é comprar chicletes. Eles costumam nos entreter e manter-nos ligados e ocupados;

– Evite viagens noturnas, principalmente se não estiver muito acostumado com o batente ou com a estrada por onde vai passar. À noite, existe o ofuscamento provocado por outros carros e isso pode prejudicar a visão. Se não der para evitar, descanse bastante antes de pegar a estrada, ok?;

– Ainda sobre luz e farol: não olhe para os faróis do outro veículo. Dirija sua visão para a pista ou para a faixa de acostamento. Caso contrário, você pode acabar perdendo o controle de seu caminhão;

– Beba muita água e suco natural. A gente já sabe que bebidas alcoólicas são proibidas, com consequências graves como multa e perda da carteira;

– Está com a vista embaçada? Isso é sinal de cansaço e ele pode levar ao sono inesperado. Evite acidentes e pare o veículo imediatamente ao perceber um desses sinais.

Tem mais alguma dica de como evitar o sono ao volante? Conte pra gente nos comentários.

Iveco Brasil
Nenhum comentário

Postar um comentário