Top

Maio Amarelo: Como estou dirigindo?

Maio Amarelo: Como estou dirigindo?

Não há quem não diga que o ano de 2020 está sendo uma verdadeira avalanche na vida dos brasileiros, e você, amigo (a), com certeza é uma das pessoas que mais tem visto isso acontecer. O novo coronavírus provocou grande mudança na nossa sociedade, mas hábitos antigos ainda precisam ser mantidos, principalmente, a atenção no trânsito.

Então, fique ligado! Se o papo de hoje são os cuidados para um trânsito seguro, o assunto é muito sério!

Maio Amarelo

Devido o alto número de acidentes de trânsito, em 2011, a Organização das Nações Unidas (ONU) estabeleceu a “Década de Ação para Segurança no Trânsito”. A proposta motivou vários países, e o objetivo era reduzir até 50% dos acidentes. Mas, infelizmente, mesmo com grande melhora, o Estado brasileiro não está nem perto de conquistar a sua marca.

De acordo com o Conselho Nacional de Transporte (CNT), em 2019, somente nas estradas federais do país, foram registrados 67.427 mil acidentes, sendo que 55.756 foram com vítimas.

Fonte: Painel CNT de Acidentes Rodoviários – Principais dados – 2019

Com a pandemia do novo coronavírus as ações presenciais da Campanha Maio Amarelo foram adiadas para setembro. E o que aprendemos com isso? Os cuidados para uma direção segura devem ocorrer durante o ano todo.

Confiança, não! Cautela, sim.

A gente sabe que, quando estamos ao volante, sentimos confiança e a certeza de que nada vai acontecer com a gente, mas não é bem assim. Se a mente e o corpo não descansam durante uma viagem longa, por exemplo, os reflexos podem ficar lentos e, com isso, não vermos a imprudência provocada por outro motorista. 

De acordo com o Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM), em 2017, a maior parte das vítimas fatais era do sexo masculino, correspondendo a 85% dos acidentes com morte daquele ano.

Existem vários fatores que causam os acidentes de trânsito, mas os mais comuns são: uso do celular ao volante, beber e depois dirigir, excesso de velocidade e ultrapassagem proibida. Além disso, o não uso do cinto de segurança é um dos principais motivos para o agravamento da ocorrência.

Como você pode evitar:

São muitas as orientações de prevenção, mas vamos separar aqui as principais para você que está no batidão da estrada ou do asfalto.

  • Se beber, não dirija!
  • Não atenda o celular e não envie mensagens enquanto estiver ao volante (isso vale para as fotos/vídeos também, hein?!).
  • Não exceda a velocidade permitida da via.
  • Não faça ultrapassagem perigosa.
  • Confira sempre o limite de carga do veículo ou caminhão.
  • Use o cinto de segurança!
  • Faça a revisão regularmente.
  • Descanse durante as viagens longas e alimente-se bem.

Você já sabe destas duas, mas é sempre bom reforçar: respeite as leis de trânsito e dê preferência aos pedestres.

Vamos juntos fazer do trânsito seguro! Fazendo a sua parte, você protege a sua vida e a de milhares de brasileiros.

Iveco Brasil