Topo

Dicas para dirigir na neblina

Dicas para dirigir na neblina

Você já enfrentou uma neblina daquelas de dar medo? De não conseguir enxergar nenhum palmo na frente, amigo? Durante o outono e o inverno, elas parecem ficar ainda mais densas, não parecem? Muitas vezes, atrapalham bastante a visibilidade e geram muita insegurança.

Isso acontece porque, durante as estações mais frias, o clima favorece ainda mais a formação dos nevoeiros. Durante o início da noite, ou da madrugada, a queda brusca da temperatura pode provocar alteração da umidade do ar, transformando-o em gotículas de água que acabam formando uma forte nebulosidade.

Fique alerta! Já estamos no outono! Você, que é estradeiro, já deve estar enfrentando algumas viagens com neblina. E, se ainda não, vai enfrentar. Por isso, redobre o seu cuidado, amigão! De acordo com dados do “Atlas da Acidentalidade no Transporte Brasileiro”: em 2017, aconteceram quase 10 mil acidentes envolvendo caminhões no Brasil causados por falta de atenção do motorista. Acidentes esses que resultaram em mais de sete mil feridos e mil falecimentos.

Vamos baixar essas estatísticas, pessoal! Pedimos ajuda ao Júlio Gonçalves, instrutor técnico da IVECO. Ele nos deu dicas valiosas sobre como guiar um bruto na neblina. Confira:

1) Reduza a velocidade e mantenha distância segura

Pressa e estrada já não combinam em qualquer situação, não é mesmo? Imagine com neblina! Com a baixa visibilidade, a estrada fica ainda mais perigosa! Ao se deparar com uma situação assim, procure (se possível) visualizar e ficar atento às faixas pintadas na via, reduza a velocidade e mantenha uma distância segura do veículo da frente, de tal forma que ele quase não possa ser visto adiante. Assim, no caso de surgir a necessidade de uma freada de emergência, você terá mais tempo para reagir.

2) Se a visibilidade estiver ruim demais, pare em local seguro e aguarde

A sua segurança e a sua vida são mais importantes que prazo de entrega ou qualquer outra coisa. Se a neblina estiver impedindo completamente a sua visibilidade, não tenha dúvida: estacione em um local seguro. Jamais pare na via ou no acostamento! Esses são caminhos que devem ficar desimpedidos para a passagem de veículos de emergência. Procure um posto de gasolina, um gramado ou alguma outra área para estacionar o seu bruto. E aguarde, com calma, a neblina baixar e a visibilidade retornar. Só assim, siga a sua viagem.

3) Use o pisca-alerta apenas quando parar

Se for necessário parar o seu caminhão por causa do trânsito congestionado, ligue o pisca-alerta. É uma ação simples, mas fundamental para impedir engavetamentos, já que o motorista que está vindo atrás de você, com pouca visibilidade, verá o sinal luminoso. Mas, com o veículo em movimento, o pisca-alerta não deve ser acionado. Essa é uma medida que pode ser usada caso não tenha outra saída a não ser parar na estrada com neblina. Ou, quando estiver com boa visibilidade, mas tenha que parar por causa de um acidente na estrada, por exemplo.

4) Não use farol alto e acione faróis de neblina (caso possua)

Em situações de baixa visibilidade, os faróis baixos precisam ser acesos em qualquer circunstância. Inclusive, o uso de farol baixo em rodovias é obrigatório, independentemente, da hora do dia, desde julho de 2016 (Lei 13.290/16). Não se iluda: farol alto só piora a visibilidade! Nem pense em ligá-lo, tá certo?

Bom, e já que estamos falando em comportamento de segurança, vai aí mais uma dica não necessariamente para quando você estiver passando por uma situação de neblina: em caso de engavetamento, priorize retirar o seu caminhão da via! Mas não saia dele. Fique seguro dentro da cabine, aguardando chegar ajuda. Se saltar, poderá correr risco de atropelamento. Neste momento, poderá também usar o seu celular e beber um pouco de água daquela sua garrafinha companheira. Cuide-se bem sempre, amigo! 😉

Então, gostou das dicas? Se tiver mais alguma para compartilhar com a gente, deixe o seu comentário. Vamos curtir bastante prosear com você.

Iveco Brasil