Topo

Iveco entrega centésimo blindado Guarani feito no Brasil

Iveco entrega centésimo blindado Guarani feito no Brasil

Hoje, dia 26 de setembro, a Iveco fez a entrega simbólica do centésimo VBTP-MR Guarani produzido no Brasil ao Exército Brasileiro. A viatura é produzida na unidade de veículos de defesa da Iveco em Sete Lagoas (MG), inaugurada em junho de 2013, e foi desenvolvido em parceria com as Forças Armadas para substituir os blindados Urutu e Cascavel, em operação há mais de 40 anos. A cerimônia foi realizada em Sete Lagoas e contou com a presença do Ministro da Defesa, Celso Amorim, do Comandante do Exército Brasileiro, General Enzo Martins Peri, do Chefe do Departamento de Ciência e Tecnologia do Exército, General Sinclair J. Mayer, do Chefe do Estado-Maior do Exército, General Adhemar, além de autoridades locais e executivos da empresa.

O VBTP-MR Guarani une a tradição da Iveco, que há mais de sete décadas fabrica veículos de defesa, e o desejo de modernização da frota do Exército Brasileiro, que mantém a propriedade intelectual do blindado. A parceria, que começou em 2007 com o desenvolvimento do projeto industrial, foi consolidada em 2013 com a inauguração da primeira fábrica de Veículos de Defesa da Iveco fora da Europa.  Para produzir cada blindado são necessárias cerca de 3.200 horas de trabalho.

“A produção do Guarani no Brasil é um marco para a reconstrução da indústria bélica nacional. A parceria entre a Iveco e o Exército posicionou o país novamente como um produtor de alta tecnologia nesse segmento”, afirma Giovanni D’Ambrosio, diretor de Pesquisa e Desenvolvimento da divisão de Veículos de Defesa da Iveco na América Latina. Ele acrescenta que o veículo tem despertado o interesse comercial de outros países – localizados, principalmente, na América do Sul e na África.

A divisão de Veículos de Defesa da Iveco existe há mais de 75 anos na Europa e é reconhecida internacionalmente pelo know-how e excelência na produção de equipamentos do gênero. Atualmente, mais de 50 nações fazem parte do portfólio de clientes, entre eles vários países-membros da OTAN – Organização do Tratado Atlântico Norte. No Brasil, algumas das viaturas produzidas pela Iveco participam de experimentação doutrinária e já estão em operação na região de Cascavel (PR), onde são utilizados em ações de combate a delitos transfronteiriços. No Rio de Janeiro, o veículo também foi utilizado em operações de Garantia da Lei e da Ordem no Complexo da Maré por forças de pacificação. Além disso, o Centro de Instrução de Blindados do Exército Brasileiro, em Santa Maria (RS), realiza capacitação em operação e manutenção da viatura.

Na imagem, o Chefe do Departamento de Ciência e Tecnologia do Exército, General Sinclair J., Mayer, o presidente da CNH Industrial, Vilmar Fistarol, o Ministro da Defesa, Celso Amorim, o Comandante do Exército Brasileiro, General Enzo Martins Peri e o presidente mundial da Iveco Veículos de Defesa, Roberto Cibrario.

Na imagem, o Chefe do Departamento de Ciência e Tecnologia do Exército, General Sinclair J., Mayer, o presidente da CNH Industrial, Vilmar Fistarol, o Ministro da Defesa, Celso Amorim, o Comandante do Exército Brasileiro, General Enzo Martins Peri e o presidente mundial da Iveco Veículos de Defesa, Roberto Cibrario.

A fábrica
Em junho de 2013, a Iveco inaugurou em seu complexo industrial, em Sete Lagoas (MG), sua primeira unidade de Veículos de Defesa fora da Europa, tornando possível a concretização do projeto Guarani, em parceria com o Exército Brasileiro. A inauguração é resultado de investimentos que ultrapassam R$ 100 milhões, incluindo o desenvolvimento do blindado. A unidade industrial está instalada em uma área de 30 mil metros quadros, sendo 18 mil de área construída. As atividades da Iveco Veículo de Defesa proporcionaram a criação de cerca de 350 empregos diretos e 1.400 indiretos, além da capacitação de centenas de fornecedores brasileiros.

Iveco Brasil