Topo

Recapagem de pneus

Segurança em primeiro lugar

Recapagem de pneus

Olá! Como prometido na última coluna, irei comentar aqui bons exemplos que acontecem no setor. Felizmente existem diversos, porém, vou falar de um que interfere no dia a dia e no bolso do transportador. O temido pneu, responsável  por grande parte dos custos na planilha.

Mas o bom exemplo não é propriamente o pneu, e sim, a reforma dele, a famosa recapagem! Com ela, é possível reduzir  drasticamente os custos com os pneumáticos, além de ser uma atitude ecologicamente correta, reduzindo os descartes e usando de recursos naturais para a produção de um produto novo.

Curiosamente, no Brasil o sistema é muito popular, principalmente pela redução dos custos e não por motivos ecológicos e funcionais. Digo isso pois, conversando com vários profissionais, muitos se mostram desatentos sobre o assunto e até mesmo mostram desconhecimento sobre o produto. Um exemplo é quando comentam que os pneus recapados não são resistentes e não suportam nossas estradas, o que não é verdade. Os produtos feitos com rigoros controles de produção, muitos realizados pelos próprios fabricantes de pneus, voltam para a estrada sem problemas.

Dão exemplo, também, de países desenvolvidos, dizendo erroneamente que eles não fazem uso da recapagem. Para se ter uma ideia, os EUA é o pais que mais consome pneus recapados, seguindo de perto por outros tantos da Europa.

É a velha mania do brasileiro elitizar tudo! O recape é sim tendência mundial e o Brasil está indo no caminho certo. Cada vez mais a indústria especializada vem estudando novos recursos, tecnologias e emprego de produtos mais nobres, tornando a recapagem cada vez mais durável.

Com o aumento das fiscalizações e normas impostas aos reformadores, o setor está evoluindo passo a passo e o país é exemplo no setor. Claro, temos muito o que melhorar ainda, não tenho dúvidas, mas o setor já mostra bons exemplos de boas práticas.

O que posso notar é que o mesmo que acontece  com a reciclagem de materiais, ocorre com os pneus. Por motivos de redução de custos, a ação se torna um sucesso, e a atitude ecológica, a redução de recursos entre outros, vêm junto, o que não deixa de ser bom também.

A cultura do uso de pneus reformados aumenta a produtividade do caminhão. Existem diversas estatísticas que comprovam isso, além de realizar tudo a um custo menor, e manter o caminhão sempre rodando, afinal, caminhão nenhum pode ficar parado.

Mas, e você leitor, amigo caminhoneiro, o que acha do uso de pneus recapados? Comente abaixo.

Até a próxima.

Wagner Araújo Wagner Araújo – Carreteiro e responsável pelo blog Wagner Caminhões http://wagnercaminhoes.blogspot.com.br/

 

Iveco Brasil
Nenhum comentário

Postar um comentário