Topo

Como fazer a amarração correta do seu bruto IVECO

Como fazer a amarração correta do seu bruto IVECO

Fazer uma viagem segura não é apenas respeitar os limites de velocidade e as regras de trânsito, é também amarrar a carga com cuidado, usando o material correto e seguindo as orientações técnicas definidas pelos órgãos competentes. Isso é algo essencial para o estradeiro.

Pensando nisso, separamos os principais pontos para que a amarração da carga seja feita de forma correta, para que você não tenha problemas ou prejuízos durante um frete.

Material adequado

Não adianta saber amarrar a carga se você não utilizar o material correto. Com as novas leis, definidas recentemente, não é mais permitido fazer a amarração com cordas, mas apenas com cintas, correntes ou cabos de aço. Além disso, é importante que o material esteja bem conservado, então não deixe de conferi-lo sempre que for fazer uma nova viagem.

Sistemas de amarração

As cargas podem ser amarradas de duas formas. A primeira delas é por atrito, envolvendo a carga com os materiais de amarração. A outra é chamada de amarração direta, que é quando os equipamentos utilizados estão fixados entre um ponto de ancoragem e a carga.

Boas práticas

É preciso garantir que a amarração tenha sido feita de forma firme, com material resistente. Isso é importante para evitar acidentes, já que uma carga bem armazenada significa um bruto mais estável. Além disso, é importante conferir se a amarração continua firme nas paradas. É a oportunidade de conferir e garantir mais um trecho com segurança.

Peso, distribuição e fixação da mercadoria

É muito importante distribuir a carga pelo seu caminhão de uma forma que nenhuma parte dele seja sobrecarregada. Isso é muito útil até mesmo para ajudar você a fazer uma viagem mais econômica. Uma carga bem distribuída também significa um caminhão estável e nenhum trabalho extra para o motor.

Cargas mais pesadas ao centro

Uma boa forma de garantir isso é colocando a carga primeiro sobre o eixo traseiro. Se não for possível fazer a divisão, tente levar a carga sempre deitada. Também é bom verificar se o peso do produto está de acordo com a capacidade do veículo e mantenha o centro de gravidade no ponto mais baixo possível. Ou seja, as mercadorias mais pesadas devem ser fixadas o mais próximo do centro da plataforma do seu bruto.

Enchimento e resistência

Quem trabalha com cargas de formatos diferentes pode contar com enchimentos para preencher os espaços vazios. Isso garante a estabilidade da carga e também ajuda a amarração a se manter firme, já que a carga não vai se mexer. Também é importante aproveitar para fixar as mercadorias e embalagens menos resistentes nas camadas superiores da carga. Trabalhar com embalagens retangulares também ajuda na amarração e na estabilidade da carga.

Atenção ao trajeto

Conhecer bem o seu trajeto e os perigos das estradas pode ajudar você a fugir de roubadas. Dependendo da carga que estiver levando, pode ser que o caminho a ser feito seja diferente. Pesquise seu itinerário e tente se lembrar dos lugares por onde vai passar. Evite lugares em que vai ter que manobrar, frear e fazer muitas curvas – se possível.

Com essas dicas, você já deve estar achando mais fácil amarrar a sua carga para seguir viagem. Então, continue de olho no blog da IVECO para realizar viagens mais seguras por todo o Brasil.

Iveco Brasil