Topo

Como enfrentar os buracos das estradas

Como enfrentar os buracos das estradas

A falta de infraestrutura e as condições precárias das estradas prejudicam o dia a dia do caminhoneiro. Além de representarem uma ameaça de acidentes e atrasarem as viagens e entregas, os buracos nas vias danificam os caminhões de várias formas: reduzindo a vida útil do caminhão, causando problemas na suspensão e alinhamento, desgastando os pneus e deteriorando o baú do veículo.

Estudos feitos em 2016 pela CNT apontam que as más condições das vias aumentam cerca de 24,9% o custo operacional dos caminhoneiros autônomos e empresas transportadoras.

Para ajudar a mudar esse cenário, listamos neste post oito dicas de como enfrentar os buracos das estradas.

Oito dicas para enfrentar os buracos das estradas

Planejamento: fazer um estudo detalhado do caminho a ser seguido, tomando as devidas precauções com as rodovias escolhidas por onde vai trafegar, é essencial. Nesse estudo de itinerário, devem ser considerados os pontos que historicamente são mais perigosos e mal cuidados.

Opte pelas estradas com pedágio: os atalhos, muitas vezes, são mal sinalizados, por isso, opte pelas vias com pedágio. Não é possível mensurar exatamente os custos de quebra do veículo e o gasto extra com diesel por ter optado por uma rota alternativa.

Redução da velocidade: quanto maior a velocidade, mais difícil será para desviar dos buracos e maior o risco de perder a direção. Preste bastante atenção em vias desconhecidas e tente desviar das poças de água na chuva, pois a visibilidade estará comprometida e podem esconder crateras.

Frenagem: ao perceber um buraco muito próximo, sem tempo para desviar, mantenha o volante reto e não freie bruscamente. Quando as rodas travam, o impacto pode ser ainda maior e danificar não somente os pneus, como toda a suspensão e freios.

Uso da embreagem: caso o veículo não seja automático, a embreagem pode ser uma grande parceira ao se deparar com uma estrada esburacada. Pise na embreagem ao passar por um buraco para que diminuam os riscos de o câmbio ser danificado.

Revisões: as revisões são necessárias para garantir que você esteja andando sempre com o máximo de segurança possível. O processo de verificação deve ser feito com seu mecânico de confiança, que irá checar o estado das molas, buchas, bandejas, pivôs e terminais de direção. Essas peças irão ajudar a manter o controle do carro e evitar acidentes.

Balanceamento e alinhamento dos pneus: no impacto com um buraco, os pneus são desalinhados. Por isso, sempre que passar por um, é importante prestar atenção se houve qualquer alteração no comportamento do veículo. Ruídos estranhos ou trepidação são sinais de danificação e é preciso ouvir a opinião de um mecânico o mais rápido possível. Continuar a rodar com pneus desalinhados, em pouco tempo, irá acabar com os pneus, que começam a ser desgastados e podem estourar, provocando um acidente.

Luzes externas: sem os faróis e lanterna, as chances de cair em um buraco de baixa visibilidade aumentam. Além disso, são subtraídos muitos pontos na carteira por transitar com faróis, lanternas e luz de placa queimadas.

Como não ter prejuízo com seu caminhão

Caso tenha seu caminhão ou outro veículo danificado por um buraco, no perímetro urbano do seu município, você pode exigir que a Prefeitura o indenize do prejuízo. Esse direito é garantido pela Constituição Federal e o Código Civil Brasileiro, artigos 186, 402, 927 e 944, que especificam situações que dão origem a reparação de danos e a indenização que pode ser solicitada.

O ressarcimento das despesas em consequência de acidentes causados por buracos precisa ser solicitado através de um advogado, que entrará com ação indenizatória por danos materiais. Você pode recorrer a um advogado particular ou à assistência jurídica gratuita.

O primeiro passo é fazer um boletim de ocorrência e, em seguida, juntar as provas que demonstrem que o buraco foi a causa do dano, como, por exemplo, fotos do buraco e do veículo, mostrando o dano. Se houver vítima, as fotos serão necessárias.

Além disso, você deverá providenciar três orçamentos de oficinas mecânicas. Nos orçamentos devem estar descritos quais foram os danos e o que precisa ser reparado, documentando também que o conserto não é devido a desgaste natural, mas em consequência de choque com um buraco.

Os danos causados por um acidente em função de um buraco também podem ser ressarcidos pelo seguro do automóvel. Nesse caso, o proprietário deve aguardar a autorização do seguro para iniciar o conserto e, se necessário, chamar o guincho disponível pela assistência da seguradora.

Como os buracos nas estradas fogem do domínio e autoridade dos motoristas, o indicado é adotar uma postura preventiva para que não haja nenhum inconveniente durante o trajeto.

Você tem mais dicas para compartilhar com a gente? Deixe seu comentário! E continue acompanhando o Blog da IVECO para aprender ainda mais sobre o seu caminhão.

Iveco Brasil