Topo

A capacidade de carga dos veículos leves

A capacidade de carga dos veículos leves

Aproveitando o assunto que o amigo Mauro Rodrigues abordou sobre o cross docking, gostaria de dizer que a logística brasileira enxergou as reais vantagens dos leves na sua agilidade e economia na operação. Mas gostaria de “subir algumas toneladas acima”. Sem entrar nos semipesados, vamos considerar de 7 a 11 T. Por muitos anos, as balanças eram de 6/7 T e isso sempre foi o suficiente paras as cargas. No entanto, hoje vê-se que os 10 e 11 toneladas estão entre os mais procurados, e muitos até implementa instalando um terceiro eixo, que eleva suas capacidades para até 13 T.

Uma ideia que passa por muitas cabeças é: se eu preciso de capacidade de carga, porque não comprar um toco 13 toneladas? Temos ainda opções de até 17 toneladas. Mas principalmente o pequeno empresário e o autônomo, veem os reais custos na operação. A vantagem da plataforma baixa é inegável na hora das entregas, na questão de cargas de baixa densidade, a diferença entre um toco e um leve em uma carroceria do mesmo comprimento pode ser de até 9 m³ a mais num leve, um 10 toneladas trucado carrega até 800 km a mais que um toco 13 toneladas.

Os Europeus aproveitam ao máximo seus leves. Na linha Iveco entre 10 e 12 toneladas, eles podem escolher diversas configurações de acordo com suas necessidades, como suspensão pneumática regulável em altura, com diversos entre eixos, e com a impressionante capacidade máxima de tração de 18 toneladas, o que dá ainda a possibilidade de engatar reboques, com opções de transmissões de 6 e 9 velocidades, passando por opções automatizadas e automáticas entre outras coisas que agora não abordarei agora.

Mate a curiosidade e conheça o que existe de melhor no velho continente! Com todas certeza as soluções que eles ja usam seriam muito bem-vindas!

Em resumo, um leve sempre terá custo menor em todos os aspectos, desde até manutenção mecânica.

Até a próxima se Deus assim permitir!

Iveco Brasil