Topo

Usando bem o pisca-alerta

Usando bem o pisca-alerta

Pisca-alerta é aquela luzinha que pisca e usamos para alertar sobre várias coisas no trânsito. Você sabia que usar o pisca-alerta em situações que não sejam de imobilizações ou em casos de emergências é considerado uma infração? Saber utilizá-lo bem ajuda você e os outros motoristas.

Mas como definir quando devemos usá-lo? Calma! Criamos esse post para lhe explicar tudo sobre esse tema.

Quando usar o pisca-alerta?

As situações onde devemos utilizar o pisca-alerta são quando o veículo estiver quebrado e impossibilitado de se movimentar, em uma situação de emergência para alertar os outros veículos e quando há tráfego parado.

Quando não usá-lo?

Você pode achar estranho, mas não deve usá-lo quando há situações de neblina, chuva ou uma alteração climática significativa. Ele serve para alertar que o veículo está imóvel e, fora dessas situações, o carro que está atrás pode se confundir, tentar desviar e causar um acidente.

Além de saber usá-lo, é importante verificar seu funcionamento de tempos em tempos. De acordo com o artigo 230, inciso XXII, do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), conduzir veículo com defeito no sistema de iluminação, de sinalização ou com lâmpadas queimadas é passível de multa

Por isso, fique atento, sempre verifique o sistema de iluminação de seu bruto e siga viagem!

Tem algum comentário ou sugestão? Deixa aqui em baixo pra gente! 😉

Fonte: O Carreteiro

Iveco Brasil