Top

Três Iveco estão entre os seis melhores caminhões na Primeira Etapa do Dakar 2012

Três Iveco estão entre os seis melhores caminhões na Primeira Etapa do Dakar 2012

Gerard de Rooy esteve muito próximo de conseguir a vitória parcial nesta primeira etapa de estreia do rali Dakar 2012, com o Iveco PowerStar (Strator Torpedo). Depois da primeira tomada nesta 34ª edição da mais difícil competição de rali do mundo, o piloto holandês encabeçava a classificação e alimentava a chance de terminar com a primeira colocação para a equipe oficial Iveco-De Rooy.

Nestes quilômetros iniciais em Necochea, costa Atlântica Argentina, onde a cena era dominada por muita terra, penhascos e pedras, seguido logo depois por dunas de areia branca, o caminhão Iveco impôs suas características como a facilidade de dirigir, agilidade e robustez. Em seu terreno favorito, De Rooy fez a diferença graças a uma condução precisa. Ao passar por muitos trechos rurais velozes que tinham como meta a velha estação ferroviária de energia, foram apenas 26 segundos, em 57 quilômetros de estrada, que separaram o Iveco PowerStar da primeira colocação na etapa inicial do Rally.

Para De Rooy, “chegar à segunda colocação redobra sua aposta para o que vem à frente, especialmente nas dunas cinzentas de El Nihuil”.

Ficou classificado em quarto lugar, o duas vezes campeão mundial de Rali, Miki Biasion.
Só perdeu um minuto e seis segundos com relação ao líder dando mostras que nesta primeira e curta etapa não era necessário se arriscar demais. A sexta colocação de Hans Stacey também confirmou que os Iveco Trakker nas mãos de ambos experientes pilotos têm um grande potencial nesta edição do rali que completará 8.333 quilômetros desafiadores, unindo Mar Del Plata a Lima, no Peru.

O espanhol Pep Vila, também da equipe Iveco-De Rooy classificou-se em décimo sexto lugar. Enquanto isso o francês Joseph Adua, completou o trecho de velocidade em 22º lugar.
A etapa de hoje, que liga Santa Rosa (La Pampa) a San Rafael (Mendoza), tem 295 quilômetros de circuito especial e mais 487 km. O desafio exige dos pilotos muita concentração e um final com as dunas Del Nihuil como grande cenário antes do término da segunda etapa.

Rede Comunicação