Topo

Roupas ecologicamente corretas

Roupas ecologicamente corretas

Uma sacola plástica demora até cem anos para se decompor, as garrafas do tipo PET podem chegar a quatro séculos contaminando a natureza. Uma iniciativa que vem estimulando a coleta e o reaproveitamento desse tipo de material é a produção de tecidos usando garrafas PET.
O lixo transforma-se em roupa, sem precisar de muitas tecnologias e processos complexos. Além disso, os tecidos feitos de garrafas PET diminuem o consumo de algodão e, consequentemente, a derrubada de árvores.
Para transformar o PET em fibras é necessário separar as garrafas por cores, que são lavadas e secadas. Tampas e rótulos são retirados. O PET é moído em pequenos pedaços que são submetidos a um processo de derretimento e de filtração de impurezas. As garrafas são transformadas em fibras até 20% mais finas que as de algodão. É a partir desse novo material que as roupas são confeccionadas.
O resultado são produtos altamente confortáveis e duradouros, que têm como grande vantagem o fato de contribuírem para a preservação da natureza e a geração de renda para milhares de famílias que sobrevivem da reciclagem.
Desde o ano passado, os uniformes da linha de produção da fábrica da Iveco, em Sete Lagoas, também são produzidos com PET reciclado. Além disso, o material da roupa é antimicrobial, o que garante mais higiene e conforto. A ação integra o programa de sustentabilidade da montadora, Próximo Passo.
Grifes na onda
Várias grifes também estão usando garrafas PET para a fabricação de roupas mais verdes. A Nike produziu a camisa oficial da Seleção Brasileira para a Copa do Mundo de 2010 com novo tecido Dri-Fit a partir de garrafas PET. São necessárias até oito garrafas para produzir cada camisa da seleção e, segundo a Nike, o processo de fabricação diminui em até 30% o consumo de energia se comparado ao uso de poliéster novo.
tecido pet_500

Uma iniciativa que contribui para a preservação da natureza e a geração de renda.

Uma sacola plástica demora até cem anos para se decompor, as garrafas do tipo PET podem chegar a quatro séculos contaminando a natureza. Uma iniciativa que vem estimulando a coleta e o reaproveitamento desse tipo de material é a produção de tecidos usando garrafas PET.

O lixo transforma-se em roupa, sem precisar de muitas tecnologias e processos complexos. Além disso, os tecidos feitos de garrafas PET diminuem o consumo de algodão e, consequentemente, a derrubada de árvores.

Para transformar o PET em fibras é necessário separar as garrafas por cores, que são lavadas e secadas. Tampas e rótulos são retirados. O PET é moído em pequenos pedaços que são submetidos a um processo de derretimento e de filtração de impurezas. As garrafas são transformadas em fibras até 20% mais finas que as de algodão. É a partir desse novo material que as roupas são confeccionadas.

O resultado são produtos altamente confortáveis e duradouros, que têm como grande vantagem o fato de contribuírem para a preservação da natureza e a geração de renda para milhares de famílias que sobrevivem da reciclagem.

Uniforme sustentável

Uniforme sustentável

Desde o ano passado, os uniformes da linha de produção da fábrica da Iveco, em Sete Lagoas, também são produzidos com PET reciclado. Além disso, o material da roupa é antimicrobial, o que garante mais higiene e conforto. A ação integra o programa de sustentabilidade da montadora, Próximo Passo.

Grifes na onda

Várias grifes também estão usando garrafas PET para a fabricação de roupas mais verdes. A Nike produziu a camisa oficial da Seleção Brasileira para a Copa do Mundo de 2010 com novo tecido Dri-Fit a partir de garrafas PET. São necessárias até oito garrafas para produzir cada camisa da seleção e, segundo a Nike, o processo de fabricação diminui em até 30% o consumo de energia se comparado ao uso de poliéster novo.

Rede Comunicação
6 Comentários
  • Luciano de Souza

    Caros, ao falarem abertamente sobre sustentabilidade, precisam tomar muito cuidado para não caírem na tentação do greenwashing. O post acima dá a entender isso, afinal, vocês veiculam um comercial do Iveco Daily na TV, o qual o motorista se vangloria por driblar a zona de restrição de caminhões em SP e falam de roupas ecologicamente corretas em seu site?

    O negócio de vocês é caminhões, certo? Então revejam o conceito da propaganda, pois ela passa a idéia de que se está tirando vantagem da situação criada para melhorar o trânsito em SP. Seria a Lei de Gerson revisitada?

  • Iveco Brasil

    Olá, Luciano,

    O Próximo Passo é o programa de sustentabilidade da Iveco,implantado em 2007, com o objetivo de promover ações de curto e longo prazo em benefício da comunidade, clientes, funcionários e fornecedores. Vai além da preser vação do meio ambiente e chega até o fortalecimento da cidadania e sustentabilidade em comunidades carentes próximas à fábrica em Sete Lagoas/MG.

    Está baseado em três grandes pilares: econômico, social e ambiental.

    Suas ações envolvem o uso racional dos recursos, reciclagem, ética,cidadania, capacitação e desenvolvimento.

    A sustentabilidade da Iveco está baseada em três grandes pilares:o pilar econômico, o pilar ambiental e o pilar social

    Hoje, as empresas desempenham também um papel de infomar a sociedade sobre diversos temas,entre eles a sustentabilidade, com tendências e dicas educativas. No caso de roupas feitas com garrafas pet recicladas, a Iveco escolheu essa matéria prima para produção dos uniformes de todos os funcionários da fábrica de Sete Lagoas (MG).

    Acesse os links abaixo e obtenha mais informações:

    http://www.iveco.com/brasil/pages/proximopasso.aspx

    http://www.blogiveco.com.br/?cat=506/

    Você pode também acompanhar as ações do Próximo Passo Iveco pelo Twitter: http://www.twitter.com/ppassoiveco

    No caso da lei de restrição de veículos de carga por limite de PBT* em alguns trajetos das grandes capitais, todos os locais dependem do abastecimento de alimentos, gás entre outros, além dos serviços de urgência. Para isso, a lei permite veículos que transportam pequenas cargas e que possuem o tamanho de muitos automóveis

    *Peso Bruto Total do veículo. Cada capital possui sua especificidade na lei

    Agradecemos o contato,

    Iveco. Você à frente

  • Rovenia Aparecida de Matos

    Parabéns
    À diretoria da Iveco
    Pelos programas de sustentabilidade beneficiando principalmente às populações carentes. Achei muito interesssante a confecção de roupas com material reciclável e gostaria de saber mais sobre este tipo de produção, onde e como estes tecidos são fabricados.
    Deste já agradeço.
    Rovenia.

  • kalline

    eu adorei e parabens para essas empresas

  • Alan Sanches

    seria muito bacana se a Iveco tivesse uma loja que vendesse roupas com a sua marca.

    • Blog Iveco

      Olá, Alan, concordamos com você! Sua sugestão já foi encaminhada ao setor responsável. Abraços

Postar um comentário