Top

Reciclagem e coleta seletiva: dicas e cuidados

Reciclagem e coleta seletiva: dicas e cuidados

reciclagem

Já falamos aqui no blog sobre a importância da coleta seletiva. Hoje vamos dar algumas dicas que devem ser colocadas em prática quando formos separar o lixo e encaminhá-lo para a reciclagem.

Secos e molhados

Separar o lixo seco de todos os molhados é fundamental para preservar o lixo reciclável. Um copo sujo de cafezinho pode inutilizar quilos de papel limpo e reciclável.

Lavar as embalagens

Lavar as embalagens para eliminar resíduos orgânicos ou de produtos de higiene e limpeza pode garantir que o material seja reciclado. Alguns recipientes longa-vida não resistem por muito tempo quando sujas e tornam-se inviáveis. Entretanto, gastar litros de água para lavar uma embalagem parece muito incoerente. A alternativa para este problema é reaproveitar a água descartada pela máquina de lavar, por exemplo.

Vidros

Cacos de vidro planos e espelhos devem ser embalados em jornal e colocados em um lixo separado. Eles seguirão para vidraçarias e não para as fábricas tradicionais que reciclam vidro.

Lâmpadas

Lâmpadas são consideradas lixo especial, como as pilhas e baterias. Para lâmpadas fluorescentes deve haver um lixo à parte, além de muito cuidado no acondicionamento para que os cacos não cortem as mãos dos catadores de lixo. Já as lâmpadas incandescentes não são recicladas, portanto embrulhe-as num jornal e deposite no lixo comum.

Baterias

O descarte de pilhas e baterias já foi assunto de post aqui no blog. Como sabemos, elas não podem ser depositadas em lixos comuns, pois os componentes químicos presentes dentro das pilhas são extremamente poluentes e prejudiciais ao meio ambiente. As operadoras de celular recolhem baterias antigas para fazer o descarte correto, procure a representante na sua cidade!

Óleo de Cozinha

O óleo de cozinha é um dos alimentos mais nocivos ao meio ambiente. Se jogado no ralo da pia, seu destino serão os rios e mares. Um litro de óleo polui um milhão de litros de água. Por isso, armazene o óleo usado em garrafas PET bem vedadas e entregue a uma das várias organizações especializadas nesse tipo de reciclagem (consulte www.cempre.org.br). Eles serão destinados a fábricas de sabão ou para a produção de biodiesel.

Fonte: O Manual da Reciclagem, Ed. Abril

Rede Comunicação