Top

Qual a melhor lâmpada: incandescente, fluorescente, halógena ou LED?

Qual a melhor lâmpada: incandescente, fluorescente, halógena ou LED?

Até o fim deste ano, não haverá mais lâmpadas incandescentes de 100 W à venda. As versões de 60, 40 e 25 W desaparecerão gradativamente até 2016. O produto será banido por ser pouco sustentável – apenas 5% da energia consumida vira luz. Os outros 95% perdem-se em calor. Veja, abaixo, uma comparação entre os quatro tipos e descubra qual a melhor opção para sua utilização.

Incandescente
A versão de 60 W é, hoje, a mais vendida do Brasil. Uma de suas vantagens é a possibilidade de dimerização, característica difícil entre as concorrentes. O fluxo luminoso ocorre instantaneamente: ao ser acesa, já dá seu máximo. Seu tom amarelado é confortável aos olhos. Possui máximo índice de reprodução de cor (IRC): 100%. Tem vida curta: cerca de mil horas.

Halógena
Sua equivalente é a opção com 42 W, que representa uma economia de 30%. Assim como as incandescentes, aceita dimer com facilidade. Seu fluxo luminoso também é imediato. Oferece suave tom amarelado. Seu índice de reprodução de cor (IRC) é de 100%. Vida de aproximadamente mil horas.

Fluorescente Compacta
Para obter o mesmo resultado de uma incandescente de 60 W, busque a versão de 15 w. Poupa-se 80% na conta de luz. No Brasil, é raro encontrar as opções que aceitam dimer. Para atingir seu máximo, pede entre um e dois minutos. Acender e apagar seguidamente reduz sua durabilidade. Há mais opções de cor – desde as brancas, até as amareladas. Tem bom IRC: 80%. Dura por volta de 8 mil horas.

LED
Com apenas 10 W, ela ilumina o mesmo que a incandescente de 60 W. No fim do mês, a economia ultrapassa os 80%. Logo que acende, alcança sua capacidade total de clarear. Conta com opções de cor que vão das brancas, até as amarelas. Tem bom IRC: 80%. Oferece a maior vida útil: aproximadamente 25 mil horas.

Fonte: Planeta Sustentável

Rede Comunicação