Top

Programa estipula meta de redução de 50% dos acidentes nas estradas

Programa estipula meta de redução de 50% dos acidentes nas estradas

Quando o assunto são os fatores que causam mortes, o trânsito aparece em 8º lugar. Segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), anualmente, morrem cerca de um milhão de pessoas vítimas de acidentes de trânsito. As estatísticas se completam com o número de feridos nesses acidentes: cerca 20 a 50 milhões por ano.

Para tentar mudar esse quadro, a ONU estabeleceu metas com o intuito de reduzir os acidentes no período de 2011 a 2020. A expectativa é que em 10 anos sejam salvas aproximadamente cinco milhões de vidas. Baseada nessas metas, a Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp) propôs às concessionárias que administram as rodovias de São Paulo criar planos para reduzirem em 50% as mortes nas estradas e 20% os feridos, até o ano de 2020.

Para atingir esse resultado, o trabalho das concessionárias será traçar um novo diagnóstico do que ocorre nas rodovias e depois apresentar para a aprovação da Artesp um plano bienal de ações. Todo o procedimento será acompanhado pela agência e, a cada ano, será feita uma avaliação dos indicadores e de possíveis ajustes do plano.

Desde 2000, a Artesp desenvolve, em parceria com as concessionárias e a Polícia Militar, um Programa de Redução de Acidentes (PRA), que já alcançou resultados significativos. Até 2012, o PRA conseguiu reduzir de 5,32 para 2,58 o índice de mortes nas rodovias concedidas na primeira etapa do Programa de Concessões, o que significa uma redução de 50%. Já entre 2009 e julho de 2013, o índice de mortes caiu 30% na malha total do programa, enquanto o índice de acidentes diminuiu 7,97%.

Fonte: Revista O Carreteiro

O Blog da Iveco é um canal aberto e direto para caminhoneiros, motoristas, frotistas, transportadores, jornalistas e apaixonados por caminhões leves e pesados. Aqui você encontra notícias, informações, dicas e promoções para o seu dia-a-dia. Pelo 3º ano, a Iveco concorre ao Prêmio TopBlog e precisa do seu voto. Vote agora com o seu e-mail e Facebook.

Rede Comunicação