Topo

Pesquisa revela estado de saúde de caminhoneiros

Pesquisa revela estado de saúde de caminhoneiros

Uma pesquisa realizada pela Concessionária de Rodovias Arteris, que ouviu 3.405 trabalhadores em transporte durante 18 meses, revelou que a situação de alguns caminhoneiros não está nada bem, principalmente quando o assunto é saúde. Muitos disseram ter rotinas exaustivas de trabalho que, aliadas a má alimentação, causam sérios danos.

A pesquisa revelou que o uso de anfetaminas continua, mas, o que mais chamou a atenção dos pesquisadores, foram os relatos que revelaram o uso de outras substâncias como a cocaína e o crack. Segundo a Polícia Federal, todos os anos, cerca de dois mil acidentes são causados por motoristas que dormem ao volante.

De acordo com a pesquisa, 35,97% dos entrevistados são obesos; 40,53% estão com sobrepeso; 15% têm hipertensão; 28% colesterol alto; e 39% glicemia alta. Os que afirmaram usar anfetamina somam 13%. O estudo ainda revelou que 24% já sofreram algum acidente e que 30% não possuem plano de saúde.

Providências
Preocupado com a saúde e com a qualidade do trabalho do caminhoneiro, o Sest Senat desenvolve diversas ações que reforçam a importância de manter a saúde em dia para se evitar acidentes.  Uma delas são os Comandos de Saúde nas Rodovias, uma campanha educativa realizada desde 2006 em parceria com o Departamento de Polícia Rodoviária Federal (PRF) e o Ministério da Justiça. Outra ação que mobiliza todas as unidades do Sest Senat no Brasil é a Semana de Mobilização para o Combate ao Uso de Drogas e Álcool nas Estradas.

Fonte: Agência CNT de Notícias

Iveco Brasil
Nenhum comentário

Postar um comentário