Topo

Padrões de Atendimento Pós-Venda soma 11 concessionárias certificadas

Padrões de Atendimento Pós-Venda soma 11 concessionárias certificadas

Dalçoquio (SC) e Cofipe (SP) se juntam a Bonno (ES), Torino (DF), Possoli (SC), Mercalf (SP), Vetelli (SP), Florença Curitiba (PR), Navesa Fortaleza (CE), Priore (MS), Bivel (RS).

A certificação no Programa Padrões de Atendimento Pós-Venda é uma conquista das concessionárias que estão alinhadas com os conceitos de excelência da Iveco. É através dela que os clientes têm certeza de que a revenda atende aos rigorosos padrões e foi aprovada nas avaliações feitas durante o processo de certificação.

Por isso, é com grande satisfação que anunciamos a certificação de mais duas concessionárias da Rede Iveco: a Dalçoquio, de Itajaí (SC), e a Cofipe, de Canindé (SP). Ambas atenderam a todos os quesitos e atingiram, respectivamente, as pontuações 89% e 92%.

A excelência do resultado é visível em todos os processos de pós-venda das concessionárias, especialmente no acompanhamento pós-serviço, onde a opinião do cliente indica grande satisfação dos serviços prestados durante o mês de setembro.

Parabéns às equipes das duas concessionárias que se dedicaram com bastante foco para alcançar mais esta certificação. Esta conquista é mais uma prova da excelência dos serviços de pós-venda da Iveco.

Rede Comunicação
3 Comentários
  • Sinézio Rozeira

    Tenho um caminhão e gostaria de trocar num stralhes com carreta como faço para ter contato

    • Iveco Brasil

      Olá, Sinézio. Como vai?
      Para você escolher o modelo que atende às suas necessidades e as melhores formas de pagamento, acesse http://www.concessionariasiveco.com.br, procure a concessionária da Rede Iveco mais próxima de você. Na Rede, você poderá ter todas as informações necessárias para a compra do seu Iveco.
      Para que um vendedor entre em contato com você, preencha o formulário disponível no link: http://www.ivecocs.com/b1936/intcompra/intcompra_form.asp
      Qualquer dúvida, estamos à disposição.
      Iveco.

  • MILTON DE OLIVEIRA RUÍZ

    A prestação de serviço no mercado disputado!
    Estamos diante de uma verdadeira guerra no que se refere ao lançamento de novos produtos. Não comum percebemos alguma empresa lançar algo no mercado e, depressa, uma concorrente se deixa levar pela mesma “oportunidade” como forma de não ficar para trás. até nossa indústria automobilística acontece isso : Basta verificarmos o exemplo dos Pseudos off-roads. Temos a Ford com o Ecosport, a Volkswagen com CrossFox e a Fiat com o Palio Adventure. São veículos que nem sequer têm controle de tração mas garantem certa robustez que o mercado deseja. Percebendo o $uce$$o desse mercado, bastou o pioneirismo da Fiat que, um pouco mais tarde e de forma mais radical a Ford também entrou no mercado e, mais adiante, entrou em cena o produto!. E a evolução do mercado dá claros sinais de que cada vez mais, os produtos estão se tornando Commodities também. São produtos muitos idênticos e com preços parecidos também!!!. Venhamos e convenhamos: O que resta para uma empresa se diferenciar da outra para seu mercado consumidor, uma vez que o produto oferecido por ela é praticamente o mesmo que seu concorrente oferece!!!.
    A tecnologia aplicada hoje no mercado permite uma rápida adequação da sua empresa frente (no bom sentido) seu rival. Copiar e, mais que isso, adequar o seu produto com base em alguma coisa que deu certo no mercado é uma tarefa relativamente fácil. Então, as empresas têm que buscar outras formas de fazer com que o seu consumidor a percebam com uma vantagem frente a sua concorrente, caso contrário vamos entrar em verdadeira banalização, onde o verdadeiro e exclusivo fator diferencial é o preço!!!. Diante de tudo isso, o que percebemos é que as empresas estão inseridas em um contexto que vai além do serviço e produto. Trata-se por exemplo, da preocupação que as mesmas têm com a marca é o serviço prestado, principalmente no pós-venda e sentido pelo cliente. Não poucas vezes que deparamos com investimentos pequenos em propaganda, publicidade, merchandising e outras formas de propagar a marca aos olhos do consumidor. Além disso, o serviço adicionado ao produto em si vem tornando uma ferramenta potencial para essas empresas.
    Percebam que o produto em si não é mais, de forma isolada, basta você ter uma idéia nova de serviço ou produto novo lançado no mercado que o mesmo será impiedosamente “copiado e adequado” por alguns concorrentes. Mais Que o simples conteúdo do produto ou serviço, o empresário deveria avaliar formas de completá-la com aquilo chamamos “Adicional”!.
    Vejamos alguns exemplos: O conteúdo de um posto de combustível, é a comercialização de gasolina/diesel/etanol e seus derivados. Contudo foi “adicionada” uma loja de conveniência. da mesma forma ás farmácias tem como conteúdo vendas de medicamentos e afins, hoje oferecem outros itens que de certa forma, vem complementar “o adicional”.
    Se um salão de beleza como conteúdo o serviço prestado (estética e outros), pode-se dizer que muitos poderiam potencializar o seu negócio através da idéia “adicional”, oferecendo por exemplo, a vendas de produtos tais como cremes, shampoos, bijuterias e por que não ligeries!!!.
    Por fim, as concessionárias de automóveis deveriam além de um atendimento diferenciado, “adicionar” novos serviços,como exemplo: martelinho de ouro, cristalização de pintura, lavagem de bancos e carpet a seco, loja de conveniência etc!!!.
    Percebem que a nossa intenção é destacar que sua empresa não mais terá diferencial apenas no diz respeito ao produto e serviço em si, uma vez que facilidade em copiá-los é muito grande. O que me refiro é à busca de “algo a mais” no seu negócio que condiz com a definição de um grande “adicional”, buscando formas de potencializar a sua empresa e torná-la, de fato, diferente das demais (e não mais um commodity no mercado).
    Enquanto os empresários não percebem que a corrida por novos serviços e produtos está cada vez mais acirradas e sem perspectivas de diferencias, mais e mais empresas ficaram disputando entre si uma briga incansável pelo menor preço (pois esse é o único diferencial que algumas empresas possuem). Não faça de seu serviço ou produto um simples commodity em detrimento ao serviço ou produto do concorrente. Seja criativo dá um “enter” no seu cérebro e busque formas de ir além do produto ou serviço em si, ou seja, analise a potencialidade do “adicional” que o cerca e tire proveito disso. Tenho a certeza que uma alternativa muito significativa e promissora é a prestação de serviço. Você terá muito $uce$$o e não vai se arrepender…
    Bons negócios!!!!
    Milton Ruíz
    Gerente pós-vendas

Postar um comentário