Top

Otimismo para o setor de pesados

Otimismo para o setor de pesados

A Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores) apoiou a decisão do governo de manter os estímulos ao setor de bens de capital no ano que vem. Afetado neste ano pela transição de tecnologia para veículos menos poluentes, o mercado de caminhões deve reagir em 2013, segundo Cledorvino Belini, presidente da associação. A expectativa é um crescimento entre 7% e 7,5% – acima do mercado total, incluindo carros e ônibus, que, nas contas da Anfavea avançará entre 3,5% e 4.5%.

O governo anunciou que os juros nos financiamentos de bens de capital pelo BNDES continuarão abaixo da inflação, com taxa de 3% ao ano a partir de janeiro. Segundo a Anfavea, a medida abre um horizonte de longo prazo para os investimentos das empresas. O incentivo tinha término previsto para o fim deste mês.

O executivo citou o crescimento da economia, a melhora da renda, a queda dos juros e a expansão do crédito para justificar as previsões otimistas da entidade para o ano que vem.

A expectativa é um crescimento entre 7% e 7,5% - acima do mercado total, incluindo carros e ônibus.

Fonte: Valor Econômico

Rede Comunicação