Topo

Lusco-fusco e quaisquer situações de pouca luminosidade pedem atenção redobrada

Lusco-fusco e quaisquer situações de pouca luminosidade pedem atenção redobrada

A hora do lusco-fusco é crítica para os motoristas

A hora do lusco-fusco é crítica para os motoristas

Fechando a semana de posts sobre segurança, falamos hoje sobre os riscos de se dirigir em condições de pouca luminosidade.

A hora do lusco-fusco (transição entre dia e noite), por exemplo, é uma das mais críticas para a segurança do motorista. Pois as más condições de luz geram perda de noção de distância, profundidade e lentidão de reflexos, principais riscos para se causar um acidente.

Dados da Polícia Rodoviária Federal mostram que cerca de 30% dos acidentes com veículos auto-motores ocorrem entre 17 e 20 horas. Segundo especialistas, nesse período, o mecanismo da visão passa por uma mudança que torna o olho muito mais sensível à luz. Assim, a dificuldade natural para se enxergar nesse horário, mais iluminações públicas precárias e desrespeito às leis de trânsito são os principais contribuintes para os acidentes no período.

De acordo com o artigo “Pouca luminosidade causa aumento de acidentes noturnos“, da seção Segurança da edição número 412 da Revista O Carreteiro – fonte do nosso post de hoje – a “receita para uma direção tranquila à noite” é utilizar sempre:

. óculos e lentes adequados,
. estradas bem pavimentadas e iluminadas,
. faróis regulados,
. e a posição correta no assento em relação ao painel e retrovisores do veículo.

Outra dica oferecida no artigo é o uso de filtros para óculos, com lentes amarelas, pois motoristas que possuem alguma deficiência visual podem perder entre 10 a 25% da visão no período noturno.

Portanto, pouca luminosidade causa aumento de acidentes noturnos. Motorista, redobre o cuidado a partir do horário do lusco-fusco!

Tenham todos um ótimo fim de semana, com muita luz!

Iveco Brasil
Nenhum comentário

Postar um comentário