Top

Iveco Defesa é destaque na mídia

Iveco Defesa é destaque na mídia

A inauguração da planta de Veículos de Defesa da Iveco em Sete Lagoas (MG) foi destaque na imprensa brasileira e internacional. Estado de Minas, Jornal do Commercio, Portal R7, Estado de S. Paulo, Portal Exame, Época Negócios, Portal Terra, Folha de S. Paulo e diversos outros grandes jornais, revistas e portais de notícias noticiaram o evento que contou com as presenças do governador de Minas Gerais, Antônio Anastasia, e o ministro Fernando Pimentel, representante da presidente Dilma Roussef.

A unidade é responsável pela fabricação do blindado Guarani, para o Exército Brasileiro, com alta tecnologia e elevado índice de nacionalização. Em agosto do ano passado, a Iveco começou a produção industrial do veículo nomeado VBTP-MR Guarani. Atualmente, trabalha no desenvolvimento de um lote de 86 veículos para experimentação doutrinária do blindado pelo Exército. Os primeiros deles foram produzidos e entregues ainda no final de 2012.

O VBTP-MR Guarani é capaz de transportar até 11 pessoas, pesa 18 toneladas, tem tração 6 x 6 e é impulsionado pelo motor diesel Cursor 9, da FPT Industrial, com 383cv de potência máxima. Ele conta ainda com transmissão automática e capacidade anfíbia. As dimensões básicas do blindado são 6,91 metros de comprimento, 2,7 metros de largura e 2,34 metros de altura, o que o permite ser transportado pela aeronave KC-390, da Embraer.

O veículo é dotado de tecnologia de ponta, incluindo itens como sistema automático de detecção e extinção de incêndio com oito extintores, capacidade de operação noturna de série, posicionamento global por satélite (GPS) e ar-condicionado, além de contar com excelente ergonomia.

A missão inicial do projeto Guarani é substituir a frota atual de blindados de transporte de tropas do Exército, basicamente formada por modelos tipo EE-11 Urutu. O novo veículo também será a plataforma base de uma família de blindados médios de rodas que poderá ter até mais dez versões diferentes, incluindo veículos de reconhecimento, socorro, posto de comando, comunicações, oficina e ambulância, entre outras.

Rede Comunicação