Top

Equipe Iveco – De Rooy vence a segunda etapa do Rali Dakar 2012

Equipe Iveco – De Rooy vence a segunda etapa do Rali Dakar 2012

Gerard De Rooy já havia dado mostras, no primeiro dia que sua missão nesta 34ª edição do rali Dakar era no mínimo obter um lugar no pódio. Seu trabalho no desenvolvimento dos caminhões e a responsabilidade de representar oficialmente a marca Iveco fez com que o piloto holandês encarasse o segundo dia da competição com um só objetivo: estar o mais próximo possível da classificação. Ontem ele foi o segundo colocado, porém com uma diferença de apenas 26 segundos do primeiro lugar.

Hoje o Iveco Strator pôde superar mais rápido que qualquer outro veículo o desafio que a etapa propunha com uma primeira metade de alta velocidade, exigindo muita concentração da tripulação, e um final num cenário esplendido nas dunas de Nihuil.

De Rooy completou o trajeto cronometrado de 295 quilômetros em 3 horas e 10 minutos, superando em mais de 3 minutos o seu imediato perseguidor. “O inicio da etapa especial foi muito rápido e todos nós íamos à mesma velocidade, assim não pude me distanciar dos demais. No entanto, levamos vantagem na pista molhada. Logo nas dunas, e no final da etapa especial, corremos muito bem. Cheguei em primeiro, o que é muito bom”, destacou o piloto holandês.

A este grande dia da equipe Iveco-De Rooy soma-se outra relevante atuação do primo de Gerard, Hans Stacey. A bordo de um Iveco Trakker, o vencedor do Dakar em 2007, chegou em terceiro lugar nesta etapa, enquanto o italiano Miki Biasion foi o sétimo, o espanhol Pep Vila décimo segundo e o francês Joseph Adua, décimo quinto.
“Para vencer é necessário uma equipe muito competitiva, com caminhões competitivos. Este ano, a direção da equipe Iveco De Rooy fez justamente isso. Temos uma oportunidade genuína de vitória”, destacou Biasion duas vezes campeão mundial de Rali.

Amanhã o destino final será o autódromo “El Zonda” em San Juan. O percurso ao longo da Cordilheira inclui travessia de rios, com muitas pedras. Um terreno irregular e mais que exigente colocará à prova a robustez dos caminhões Iveco. Serão 270 km de especial e mais 291 km de prova. Até aqui a competição já terá ultrapassado mais de dois mil quilômetros de percurso.

Rede Comunicação