Top

Direção segura: conheça os tipos de amarração de carga

Direção segura: conheça os tipos de amarração de carga

Quando estamos na estrada, é comum observarmos caminhões sem pontos de amarração adequados, com cintas frouxas e carga solta, resultando em uma combinação perigosa para o caminhoneiro e para os outros motoristas. Por isso, uma boa amarração é fundamental para garantir o bom estado dos itens transportados e, principalmente, aumentar a segurança nas estradas.

Na hora de comprar os equipamentos de amarração, é importante notar se eles apresentam identificação com o nome do fabricante, carga máxima de trabalho em tração direta, comprimento, data de fabricação, número da norma brasileira (NBR) e o código de rastreabilidade, além do certificado de garantia e de teste do lote.

Conheça alguns tipos de equipamentos para amarração de cargas:

Cintas têxteis

Os fios trançados de tecido plano trabalham em conjunto com catracas e terminais conectados na carroceria do caminhão. Por serem, em geral, fabricadas com material sintético apresentam boa resistência ao atrito e baixo alongamento. Para caminhões, as mais comuns são as cintas de 50 milímetros, para capacidades de carga entre 2 e 2,5 toneladas; e as de 100 milímetros, para cargas superiores a 5 toneladas. Descontinue o uso quando as cintas apresentarem danos causados por produtos químicos, perfurações, desfiamentos e deformações.

Correntes

Tensionadas por meio de alavancas ou catracas apropriada, as correntes para amarração devem ser produzidas com aço de alta resistência, no mínimo, grau 80. Fique atento à deformações e corrosão.

Cordas

Mais comuns de se encontrar no mercado, as cordas para amarração de carga devem, preferencialmente, serem trançadas. Evite cordas com menos de 12 milímetros de diâmetro e não dê nós, por eles reduzem a resistência desse equipamento em até 40%. As cordas com grande elasticidade podem comprometer a segurança, permitindo o deslizamento da mesma em freadas bruscas.

Cabos de Aço 

Os cabos de aço para amarração são utilizados em catracas fixas ou em combinação com cintas ou correntes de amarração. Suspenda o seu uso ao observar que as presilhas ou olhais estão danificados, notar corrosão, redução do diâmetro e  ruptura dos arames.

Fonte: amigosdasuaestrada.wordpress.com/ www.transaltransportes.com.br/www.amarracaodecargas.com.br

Rede Comunicação