Topo

Cobrança sobre eixos suspensos tem impacto de até 33,3%

Cobrança sobre eixos suspensos tem impacto de até 33,3%

A cobrança pelo eixo suspenso de caminhões e ônibus nas rodovias de São Paulo pode ter um impacto de 12,5% a 33,3% sobre o custo do pedágio. Esta é a conclusão do departamento de estudos técnicos e econômicos da NTC&Logística.

A avaliação parte da hipótese de que os eixos são suspensos apenas no trajeto da volta, quando o veículo na maioria das vezes não está com carga. Além disso, também foi considerado que os pedágios da ida são iguais aos da volta, o que ocorre na maioria das praças do Estado.

A entidade explica que o percentual de aumento varia com a configuração do veículo ou da combinação de veículo e com o número de eixos que podem ser suspensos.

Confira a tabela abaixo:

quadro

Com a mudança, a vanderléia de seis eixos com três suspensos é a configuração que mais deve ser prejudicada, com 33,3% de variação. A situação menos desfavorável é a do bitrem de nove eixos, com 12,5% de acréscimo.

Fonte: portal Transporta Brasil

Rede Comunicação
Nenhum comentário

Postar um comentário