Topo

Cuidado com objetos perdidos no trecho

Cuidado com objetos perdidos no trecho

Essa semana, subindo o trecho de serra da rodovia dos Imigrantes, notei um caminhão parado no acostamento uns 600 metros a frente e o motorista voltando em minha direção correndo. Diminui a velocidade, sinalizei aos demais veículos e mudei de faixa. Ao chegar mais perto vi que tinha algo preto no meio do asfalto, e o motorista pegou o objeto. Tentei ver o que tinha caído e retornando ao caminhão vi que era um filhote de cachorro.

A região em questão é bem deserta e não existem casas na redondeza. Várias dúvidas passam pela cabeça, como por exemplo: como aquele cachorro foi parar ali no meio da faixa de rolamento?

Esse acontecimento acabou me dando a ideia da pauta para essa coluna, pois em primeiro momento, antes de identificar que se tratava de um cachorro, pensei que fosse algum objeto que tinha caído do caminhão. Infelizmente é raro uma viagem que faço e não me deparo com alguma coisa perdida pelo caminho.

Não tenho uma estatística, tampouco sei se alguém já se deu ao trabalho de fazer alguma, mas a quantidade de objetos largados e perdidos no trecho é impressionante. Rodo muito na região portuária e me deparo com peças, baldes, calçados, parafusos e até Lock de container – equipamento responsável por travar o container no chassi da carreta.

Em especial o Lock, se torna muito perigoso, pois facilmente pode rasgar um pneu e levar o veículo a um acidente. Infelizmente é muito comum vê-los abandonados no asfalto.
Quando um Lock se solta do caminhão significa falta de manutenção, já os objetos como baldes, ferramentas entre outros é por causa da má acomodação deles no chassi e carroceria do cargueiro. Esses objetos encaixados e soltos na cabine ficam propícios a cair durante a trepidação da viagem, e o condutor deve prestar atenção para evitar isso.

Nossas ações e comportamento são fundamentais para a conquista de um trânsito mais seguro. Por isso, prestar atenção nos objetos ao redor do veículo é muito importante. Este é um dos grandes fatores para a segurança nas estradas e pode evitar acidentes e tragédias.

Precisamos nos atentar ao acomodar aquele balde de óleo, aquela caixa de ferramenta, e também acessórios dos caminhões, pois em uma eventual falta de atenção vão parar no asfalto. Isso coloca em risco a vida de outros usuários, principalmente os condutores de veículos de passeio e de motocicletas.

Aproveito e faço um apelo aos amigos da estrada: ao acomodar aquele balde de 20 litros, aquela bota de segurança ou aquele pedaço de cano de ferro, preste mais a atenção na amarração, reforce a segurança, pois se um veículo menor passar por cima de um objeto desse perdido na pista, o prejuízo poderá ser incalculável.

Então juízo e até a próxima.

Wagner Araújo  Wagner Araújo – Carreteiro e responsável pelo blog Wagner Caminhõeshttp://wagnercaminhoes.blogspot.com.br/
Plan B